lft-logo

Departamento de Física (FIS)

Títuloordem decrescente Código Data Descrição
Início do funcionamento do Instituto de Física _

Neste ano, o Instituto iniciou seu funcionamento formal como instituto dentro do conjunto de escolas e departamentos da Universidade, dirigido pelo Pe. Francisco Xavier Röser S.J.. Os laboratórios já ocuparam as novas instalações no prédio ainda em construção, parte do Edifício Cardeal Leme. Neste ano, o Instituto participou de diversos projetos: avaliação da contaminação radioativa do solo e do ar por encargo da Comissão Científica da ONU; participou das atividades do Ano Geofísico Internacional, com medições das condições elétricas da atmosfera; colaborou nas investigações radio-biológicas do Projeto Guarapari, patrocinado pela Organização Mundial de Saúde; conseguiu uma doação da Fundação Ford para a instalação de um acelerador linear do tipo Van de Graaaff e de um espectrômetro de radiofrequência; entre outros.

Instalação do Instituto de Física _
Instalado na Gávea um observatório para o estudo dos raios cósmicos e da eletricidade atmosférica _

Por iniciativa do Diretor dos laboratórios da Universidade, Prof. Pe. Francisco Xavier Roser S.J., na Casa de Retiros Anchieta.

Instuto de Física aberto ao público _

O Instituto de Física permaneceu aberto neste dia para visitação pública, com os professores fazendo experiências e demonstrações com objetivo de mostrar aos jovens o valor da Física Moderna.

IV Escola de Verão do Departamento de Física _

O evento contou com seis palestras, duas oficinas e cinco minicursos, ministrados por professores do CTC/PUC-Rio, UFRJ, Universidade Federal de Uberlândia (UFU), USP e do Centro Brasileiro de Pesquisa Físicas (CBPF), nos quais foram abordados os avanços e desenvolvimentos mais recentes da física moderna. Houve também uma sessão de painéis para a apresentação de resultados de trabalhos de iniciação cientifica e pesquisas.

IV Simpósio Brasileiro de Física Teórica _

Realizou-se na Universidade, com cerca de 250 participantes, patrocinado pelo CNPq, Comissão Nacional de Energia Nuclear, FAPESP, Academia Brasileira de Ciências, Organização dos Estados Americanos, Embaixada da França, Centro Cultural Brasil-Israel e instituições de apoio à pesquisa dos países que enviaram representantes: Portugal, Espanha, Canadá, Bélgica, Colômbia, Argentina e Chile.

IV Simpósio Brasileiro de Física Teórica _

Com a participação de representantes de todo o país, além de representantes da França, EUA, Canadá e Alemanha.

IV Simpósio Nacional de Ensino da Física _

O simpósio foi patrocinado pela Capes, CNPq e PUC-Rio, coordenado pelo Prof. Nelson Velho de Castro Faria e contou com a participação de cerca de 600 participantes.

Medições dos efeitos radioativos de bombas nucleares _

Entre 1957 e 1958, uma equipe de professores e estudantes de engenharia e física da PUC-Rio, em colaboração com o Instituto Tecnológico da Aeronáutica e com o apoio do Ministério da Marinha e do Serviço Nacional de Meteorologia, contribuiu com a Comissão Científica da ONU em medicões, em todo o país, dos efeitos radioativos produzidos pelas explosões de bombas nucleares.

Mesa redonda sobre Fusão nuclear a frio _

Com a participação dos professores Alceu G. de Pinho Filho (IFUSP, PUC-Rio), Spero Morato (IPEN/SP), Luiz Pinguelli Rosa (COOPE/UFRJ), Arthur Gerbasi (IEN/RJ), Gerson Otto Ludwig (INPE, SP) e Nelson Velho de Castro Faria (PUC-Rio).

Metallic Nanomaterials and their Applications _

Com o prof. Alexandre G. Brolo, do Departmento de Química da University of Victoria, Canadá.

Novos fenômenos em materiais bidimensionais e possíveis aplicações em dispositivos _

Com o Prof. Hélio Chacham, da UFMG. Evento realizado através da plataforma Zoom.

O Pe. Francisco Röser S.J. recebe o título de Carioca Honorário _

Em homenagem do jornal O Globo, foram homenageados Cariocas Honorários, entre os quais o pe. Francisco Xavier Röser S.J., diretor do Instituto de Física da PUC-Rio.

O Prêmio Nobel de 2018 e as Pinças Óticas _

Colóquio com o prof. Paulo Américo Maia Neto, do Instituto de Física da UFRJ.

O Professor Enrique Victoriano Anda, do Departamento de Física, tomou posse como Professor Titular da PUC-Rio. _

Em sessão solene do Conselho Universitário o Prof. Enrique Victoriano Anda tomou posse como Professor Titular da PUC-Rio e proferiu a Aula Magistral A Nanociência: uma conquista do pensamento.

O professor Fernando Lázaro Freire Jr. tomou posse como Professor Titular da PUC-Rio. _

Na ocasião o Prof. Fernando Lázaro (FIS) apresentou Aula Magistral com o tema Nanotecnologia: Uma Revolução? A Aula foi apresentada no auditório Amex.

Os professores Thomas Cullen e Pierre Lucie receberam o título de Cariocas Honorários _

Os professores pe. Thomas Cullen S.J. e Pierre Henrie Lucie, do Instituto de Física, receberam o título de Cariocas Honorários oferecido pelo jornal O Globo.

Palestra César Lattes: Nosso Herói da Era Nuclear _

Com o jornalista e historiador de física Cássio Leite Vieira, do Instituto Ciência Hoje e do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas.

Palestra Deformação Plástica de Nanoestrutura para Nucleação e Crescimento de Nanoestruturas SemiCondutoras _

Promovida pelo Departamento de Física, com a participação do Prof. Fernando Ponce, da Arizona State University.

Palestra Ensino de Física Básica por Computador _

O prof. Carlos Maurí­cio Chaves (FIS) desenvolveu um novo método para ensinar física utilizando recursos de multimídia. Desde 1992, ele e uma equipe desenvolveram o projeto num computador IBM PC 486 DX2 66, com os softwares Windows, Toolbook e Animatore Word. Eram mais de 190 telas que permitiam ao usuário escolher qual matéria desejaria estudar: vetores, cinemática, movimento de projéteis, força e movimentos, entre outras. Na palestra de apresentação foi utilizado o Data-Show, um aparelho que projeta a tela do micro através de um retroprojetor para que todos pudessem assistir às etapas de aplicação do pro­ grama e suas operações práticas. Após a exibição, algumas pessoas manifestaram suas dúvidas a respeito do novo método de aprendizagem. Para uns, esse recurso de multimídia diminuirá a participação do professor, já que o aluno estará sozinho ao estudar pelo computador. Já outros consideraram que a participação do aluno será maior.

Páginas